SENAR lança vídeo que ensina técnicas de prevenção e controle do fogo na agricultura

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

SENAR lança vídeo que ensina técnicas de prevenção e controle do fogo na agricultura

Material ficará disponível para acesso de todos no portal da entidade

Brasília-DF (31/08/16)- Após preparar instrutores e disponibilizar capacitações voltadas aos cuidados com o fogo na agricultura, chegou a vez do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) lançar um vídeo para ensinar técnicas de prevenção e combate ao fogo a produtores e trabalhadores rurais de todo o País. A produção é mais uma ação do programa Prevenção e Controle do Fogo na Agricultura, uma parceria com o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por meio do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do Ibama, o Prevfogo.

O Canal do Produtor TV transmitiu nesta quarta-feira (31), às 7h, a primeira parte do vídeo e a segunda nesta quinta-feira (1º) no mesmo horário. Para acompanhar a programação do Canal acesse www.canaldoprodutor.tv.br. O material também está disponível na íntegra no portal do SENAR Brasil (www.senar.org.br).

A produção tem 28 minutos e traz as técnicas mais utilizadas, tanto de prevenção quanto de combate a incêndios florestais. Para explicar melhor essas técnicas e como o produtor pode utilizá-las, o SENAR Brasil entrevistou a assessora técnica do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do SENAR, Ana Paula Mundim, que acompanhou a produção do vídeo.

SENAR Brasil: Que tipo de técnicas o vídeo traz?

Ana Paula: O vídeo traz técnicas de prevenção a incêndios, entre elas, a construção de aceiros ou linhas de defesa pelos métodos rotativo, progressivo funcional e progressivo golpe único, além de equipamentos, ferramentas, EPI’s e também técnicas de combate necessárias em incêndios florestais.

SB: Qualquer produtor pode realizar essas técnicas?

AP: A maioria delas sim, a não ser a técnica de combate chamada contrafogo, que como envolve a colocação de fogo em direção ao incêndio para que esse fogo reduza o material combustível e evite que o incêndio avance, deve ser realizado apenas por brigadistas treinados.

SB: As técnicas servem para todas as épocas do ano levando em conta que além de combate há prevenção?

AP: Sim, Porque apesar de existirem períodos críticos de seca, onde a ocorrência de incêndios é mais comum, eles podem ocorrer em qualquer época do ano, basta que se tenha um acúmulo de material combustível, como folhas e galhos secos, e a propagação de uma chama, que pode acontecer a partir de um fogo acidental, como uma bituca de cigarro, uma queima inadequada de lixo, etc. Por isso é necessário que essas técnicas de prevenção sejam implementadas nas propriedades rurais antes dos períodos mais críticos, para que o produtor esteja preparado para a ocorrência de um incêndio a qualquer momento.

SB: Existe restrição para algum tipo de propriedade ou as técnicas servem para todas?

AP: As técnicas demonstradas no vídeo servem e devem ser adotadas por qualquer tipo de propriedade rural. O proprietário irá avaliar, de acordo com o maquinário, ferramentas e funcionários disponíveis, qual a melhor técnica a adotar.

SB: Como um material como esse é importante para o produtor rural?

AP: O objetivo principal do Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais é conscientizar e promover a educação ambiental dos produtores, trabalhadores e pessoas do meio rural sobre a importância da prevenção no combate a incêndios florestais e dos prejuízos econômicos e ambientais causados por eles. E entre as ações propostas pelo programa está a produção desse vídeo, que foi gravado durante a capacitação dos instrutores do SENAR, demostrando na prática as técnicas de prevenção e combate, para que os produtores possam aprender como realizá-las e observar que são técnicas simples e que se utilizadas de maneira correta, no momento certo e com planejamento, irão evitar que ele tenha sérios prejuízos com a ocorrência de incêndios florestais em sua propriedade.

SB: Então o vídeo veio em boa hora?

AP: A iniciativa ganha força em um ano em que as autoridades alertam que o número de focos de incêndios é ainda mais preocupante. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) até meados de agosto desse ano (2016) já foram registrados mais de 53 mil focos de queimadas e incêndios florestais no país, o que representa uma aumento de 65% no número de incêndios registrados em relação ao mesmo período do ano passado (2015). Estamos vivendo o período mais crítico de risco de incêndios, que vai até setembro, devido à baixa umidade e altas temperaturas e quando os registros de chuva são quase nulos. Por esta razão, o trabalho de conscientização das comunidades rurais deve ser reforçado nesta época e isto só demostra mais uma vez a importância das ações propostas pelo Programa, como a divulgação desse vídeo nos meios de comunicação do SENAR e a capacitação dos produtores rurais em técnicas de prevenção e combate.

SB: O vídeo será enviado para as Administrações Regionais do SENAR utilizarem nos treinamentos sobre o tema?

AP: No primeiro momento o vídeo será disponibilizado no portal do SENAR e nos portais da Rede eTec e EaD SENAR. Posteriormente as Regionais poderão utilizar esse material em seus treinamentos, como um complemento.