Pequenos Negócios em pauta na 11ª TECNOPEC

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

A realização da 11ª TECNOPEC – Mostra Tecnológica de Produtos Agropecuários pelo Sistema FAEPE / SENAR-PE, no Parque de Exposição do Cordeiro, em novembro, recebeu caravanas de 20 municípios pernambucanos. Foram capacitadas mais de mil pessoas nas 40 oficinas diárias realizadas. Algumas oficinas despertaram atenção de produtores rurais para o empreendedorismo. É o caso do agricultor e comerciante José Raimundo Fernandes, 61, de Frei Miguelinho, que ao participar da oficina para fabricação de vassouras, decidiu montar o próprio negócio. “Nunca é tarde para aprender. Foi uma boa oportunidade a Tecnopec”, comemorou o comerciante.
Enquanto a mulher dele, Maria de Fátima, 57, participava da oficina de tecido para confecção de acessórios natalinos, Seu Raimundo prestava atenção a todos as orientações do instrutor Vlademir Caroba para a fabricação da vassoura com material reciclável. Ao final, anotou os itens necessários levando em conta a relação custo/benefício.
Para a confecção da vassoura, Seu Raimundo vai precisar de quatro pregos, madeira, oito garrafas pets, o cabo para a vassoura e um filetador, a máquina para cortar a garrafa. O filetador é o instrumento mais caro, custando cerca de R$ 1.200,00 no mercado, mas sob as orientações do instrutor do Senar ele pode ser adquirido por até R$ 700,00, explicou Caroba. Nos supermercados, uma vassoura similar a que foi confeccionada na oficina custa R$ 13,00, mas seu Raimundo disse que pode vender o mesmo produto por um preço mais baixo. “A ideia da Tecnopec é justamente despertar nos participantes as possibilidades de trabalho que o universo rural oferece,” declarou a coordenadora de Treinamento do SENAR-PE, Mônica Pimentel.