Sistema Faepe/Senar promove treinamento sobre sanidade pecuária

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

????????????????????????????????????

Com o objetivo de capacitar as Superintendências Federais de Agricultura e os órgãos executores de sanidade agropecuária, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), juntamente com o Senar/PE, promoveram o treinamento “Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), na quarta (13), no Recife.

Instituída pela IN 23/2015, a PGA é um sistema público informatizado, que reúne informações de interesse da defesa pecuária e do agronegócio brasileiro. A medida estabelece que todos os estados atualize, em até 24h, a base de dados da plataforma, de acordo com as atividades executadas em todo território nacional.

Indicadores sobre os rebanhos de cada estado, como a estratificação, o número de animais e suas respectivas espécies já estão disponíveis na internet e podem ser consultadas por técnicos e criadores no, indicadores.agricultura.gov.br De acordo com o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar/PE), Adriano Moraes, a ferramenta será um instrumento público norteador para a tomada de decisões destinadas ao segmento agropecuário. “Dessa forma, podemos monitorar as ações de apoio técnico e assistencial ao produtor”, reafirmou Moraes.

Na ocasião, o superintendente do Mapa em Pernambuco, Carlos Ramalho, ressaltou a importância da integração entre a Superintendência Federal do Mapa, Faepe, Senar e Adagro em prol do desenvolvimento do setor produtivo. De acordo com o gestor, o treinamento é fundamental para assegurar a veracidade e agilidade das informações publicadas na PGA, que é um canal desenvolvido para alinhar o trabalho realizado entre os estados e o Governo Federal, através do Ministério da Agricultura.

Participante do treinamento, o coordenador de Trânsito Agropecuário e de Programas Sanitários da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária – Adagro, Fernando Miranda, destacou que a ferramenta também vai tornar a inspeção de trânsito animal mais ágil e eficaz. Segundo o coordenador, isso será possível por que os técnicos que emitem a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento oficial para transporte de animal no Brasil, terão acesso a informações essenciais sobre origem, destino, rastreabilidade, finalidade, espécie, vacinações, entre outros.

Em Pernambuco, são emitidas por ano aproximadamente 500 mil GTA’s. “É imprescindível conhecer o funcionamento da Plataforma de Gestão Agropecuária, pois essa ferramenta permite acesso ao movimento de animais e as condições sanitárias praticadas em todo o País. Isso melhora significativamente o nosso trabalho”, explicou.