Sistema CNA/Senar debate inovação para o agro com a Embrapii


image (6)

(11/08/2020) – O Sistema CNA/Senar iniciou, na terça (11), uma aproximação com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) para encontrar soluções tecnológicas para os desafios dos produtores rurais no dia-a-dia no campo.

Durante uma videoconferência da Rede de Inovação do Agronegócio (AgroUp) com as Administrações Regionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Matheus Ferreira, coordenador de Inovação do Sistema CNA/Senar, apresentou à equipe da Embrapii como funciona o AgroUp e ressaltou como possíveis parcerias com a empresa podem contribuir para atender as necessidades do campo.

“A Embrapii possui centros de pesquisa industrial e de agricultura digital habilitados em todo o país, com os quais podemos demandar soluções tecnológicas para os problemas do produtor rural. Discutimos as sinergias da empresa com nosso Sistema, com perspectiva de fecharmos uma parceria por meio do Instituto CNA.”

A Embrapii é uma associação privada, qualificada como organização social, que apoia instituições de pesquisa tecnológica fomentando a inovação na indústria brasileira. A empresa é ligada aos Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), da Educação (MEC) e da Saúde.

O diretor de Planejamento e Gestão da empresa, José Luis Gordon, explicou que existem 57 centros espalhados pelo País para atender todo o Brasil. Cada centro trabalha com um foco tecnológico que atenda o setor produtivo.

“Queremos nos aproximar e entender mais o setor. Sabemos que o agro tem buscado cada vez mais tecnologia, que depende de tecnologia para aumentar a produção. Por isso, a Embrapii está à disposição para se conectar ao produtor através do AgroUp e das startups e ajudar a desenvolver soluções tecnológicas para o setor,” disse.

As unidades da empresa direcionadas para atender o agro são materiais e química, biotecnologia, mecânica e manufatura e tecnologias aplicadas. “Isso não impede que as demais unidades atendam o setor,” ressaltou Gordon.

Agora, a Rede AgroUp fará um levantamento das demandas dos produtores que se relacionem com as linhas de pesquisa das unidades da Embrapii.

“Vamos fazer um mapeamento das demandas tecnológicas que necessitam de pesquisa e desenvolvimento para apresentar à Embrapii. Além disso, podemos promover a validação de campo de soluções que estão sendo desenvolvidas antes de irem para o mercado, ou seja, será uma oportunidade fazer os testes nas propriedades rurais que estamos trabalhando a Assistência Técnica e Gerencial”, afirmou Matheus Ferreira.

Gordon, da Embrapii, acredita que uma parceria entre o Sistema CNA e a empresa é essencial para tornar o setor mais inovador e o País mais produtivo.

“Vamos nos aproximar do setor agro e nos conectar às demandas dos produtores, ajudando o agro a ter acesso às tecnologias que vão ajudar a elevar a produtividade do campo, como internet das coisas, inteligência artificial, reconhecimento facial, 5G, entre outras.”

Dando sequência à agenda de reuniões da Rede AgroUP, na próxima semana a Agência de Inovação Zetta, vinculada à Universidade Federal de Lavras (UFLA) e uma das unidades de agricultura digital da Embrapii, fará uma apresentação dos trabalhos que estão desenvolvendo para o setor.