Reeducandos aprendem a produzir artesanato com material reciclável


1 (2)

Ressocializar e oferecer oportunidades para uma vida melhor após a detenção são alguns dos objetivos do curso “Artesanato em Material Reciclável”, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar/PE) para um grupo de 12reeducandos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, cidade da Zona da Mata de Pernambuco.

A iniciativa é resultado de parceria entre o Senar/PE e a Fundação de Atendimento Socieducativo (Funase/PE). As aulas aconteceram entre os dias 19 e 23. “Estamos capacitando os reeducandos para atuarem como artesãos. Nesse caso, a educação profissionalizante vem como instrumento de ocupação e de concientização ambiental, colaborando com a reinserção social dos jovens”, explica o superintendente do Senar/PE, Adriano Moraes.

Entre os produtos confeccionados pelos reeducandos estão brinquedos e artes populares, e objetos decorativos, como borboletas ornamentais, mamulengos e o famoso rói-rói. Todos os itens usados na produção são reciclados que seriam destinados ao lixo.

Segundo o instrutor de Artenato Reciclado, Vladimir Caroba, o curso, além tirar os jovens da ociosidade, desperta o interesse para o empreendedorimo e para o reaproveitamento de materiais antes descartados. “É gratificante ver o envolvimento de todos no aprendizado e a vontade de mudar de vida”, enfatizou o instrutor.

De acordo com a psicóloga do Case, Karollyne Bezerra, a ação só traz benefícios. “Além de aprenderem uma profissão e receberem certificados, eles passam a se ver úteis na sociedade”, avaliou. “Nossa, era lixo e agora está bonito” ou “Eu posso deixar de traficar para fazer arte”. Esses são alguns dos relatos dos participantes. É o caso do jovem Adoni da Silva, de 19 anos. Interessado, ele conta que descobriu no treinamento a possibilidade de um futuro mais digno.

A capacitação tem 40 horas/aula. Através dessa iniciativa, mais de 240 reeducandos já foram capacitados nos Cases do Estado, nos últimos três anos. Para 2018, ainda estão previstos os cursos de Jardineiro, Pintor Imobiliário, Eletricista Predial, Artesanato com material reciclável e Artesanato em Cerâmica. Serão, ao todo, 17 turmas, divididas em várias unidades da Região Metropolitana do Recife e interior.