Senar Pernambuco participa do 2º Seminário de Promoção Social com foco em saúde preventiva


O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) promove nos dias 12 e 13 de abril, em Brasília, o 2º Seminário de Promoção Social com foco em Saúde Preventiva, voltado para as Administrações Regionais da entidade de todo o País que realizam ações de promoção social no campo.

Serão quatro painéis com especialistas de diversas áreas para debater temas como educação em saúde, qualidade de vida, educação emocional, violência de gênero voltada ao meio rural, além de apresentar um panorama das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) no Brasil e como desmistificar estigmas e preconceitos relacionados às DSTs.

Representante do Senar Pernambuco no encontro, a coordenadora de Treinamentos Mônica Pimentel, ressalta a importância da iniciativa “É gratificante participar de uma ação que possibilita ao produtor rural e às suas famílias a aquisição de conhecimentos, o desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais e, ver os resultados nas mudanças de atitudes, que favorecem uma melhor qualidade de vida e maior participação na comunidade rural”, disse a gestora.image (5)Segundo a coordenadora de Programas e Projetos na Área de Saúde Rural do Senar, Deimiluce F. Coaracy, a entidade é fundamental para trabalhar saúde na perspectiva da promoção, desenvolvendo ações para a prevenção de doenças e para o fortalecimento dos fatores de proteção e autocuidado.

“Queremos trabalhar esses temas para conscientizar a população rural sobre a importância do autocuidado, para mostrar que o comportamento individual interfere no coletivo e assim, juntos, podermos buscar novos hábitos para prevenir diversas doenças.”

Além das palestras, o encontro terá a participação do Instituto Lado a Lado pela Vida, parceiro do Senar na elaboração de material didático em áreas como câncer de próstata, câncer de pele e melanoma, incontinência urinária e cuidados com o coração.


Páscoa

Senar realiza 4º Fórum de Assistência Técnica e Gerencial


O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (SENAR/PE), Adriano Moraes participou, juntamente com a equipe técnica da instituição, do 4º Fórum de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), nesta terça-feira (27). O encontro, que aconteceu por meio de videoconferência, reuniu representantes de 25 Administrações Regionais do Senar para compartilhar experiências sobre os procedimentos e diretrizes da ação.

Para o diretor-geral do SENAR, Daniel Carrara, a intenção é prestigiar e valorizar o produtor rural assistido e vinculado ao Sistema CNA/Senar. “Cada vez mais, as ações de Assistência Técnica e Gerencial terão relevância para gerar demandas de formação profissional rural”, destacou Carrara.

O presidente do Sistema CNA/SENAR/ICNA, João Martins, acompanhou a videoconferência da sede da Federação e Pecuária do Estado da Bahia.

O diretor de Assistência Técnica e Gerencial, Matheus Ferreira, reforçou que o modelo desenvolvido de transferência de tecnologia tem foco na gestão. “O Senar é a única instituição do Brasil capaz de oferecer assistência técnica e de realizar capacitação profissional certificada. Atualmente, um quarto dos municípios brasileiros já tem propriedades assistidas pela ATeG do Senar”.

Com informações: Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Reeducandos aprendem a produzir artesanato com material reciclável


1 (2)

Ressocializar e oferecer oportunidades para uma vida melhor após a detenção são alguns dos objetivos do curso “Artesanato em Material Reciclável”, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar/PE) para um grupo de 12reeducandos do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, cidade da Zona da Mata de Pernambuco.

A iniciativa é resultado de parceria entre o Senar/PE e a Fundação de Atendimento Socieducativo (Funase/PE). As aulas aconteceram entre os dias 19 e 23. “Estamos capacitando os reeducandos para atuarem como artesãos. Nesse caso, a educação profissionalizante vem como instrumento de ocupação e de concientização ambiental, colaborando com a reinserção social dos jovens”, explica o superintendente do Senar/PE, Adriano Moraes.

Entre os produtos confeccionados pelos reeducandos estão brinquedos e artes populares, e objetos decorativos, como borboletas ornamentais, mamulengos e o famoso rói-rói. Todos os itens usados na produção são reciclados que seriam destinados ao lixo.

Segundo o instrutor de Artenato Reciclado, Vladimir Caroba, o curso, além tirar os jovens da ociosidade, desperta o interesse para o empreendedorimo e para o reaproveitamento de materiais antes descartados. “É gratificante ver o envolvimento de todos no aprendizado e a vontade de mudar de vida”, enfatizou o instrutor.

De acordo com a psicóloga do Case, Karollyne Bezerra, a ação só traz benefícios. “Além de aprenderem uma profissão e receberem certificados, eles passam a se ver úteis na sociedade”, avaliou. “Nossa, era lixo e agora está bonito” ou “Eu posso deixar de traficar para fazer arte”. Esses são alguns dos relatos dos participantes. É o caso do jovem Adoni da Silva, de 19 anos. Interessado, ele conta que descobriu no treinamento a possibilidade de um futuro mais digno.

A capacitação tem 40 horas/aula. Através dessa iniciativa, mais de 240 reeducandos já foram capacitados nos Cases do Estado, nos últimos três anos. Para 2018, ainda estão previstos os cursos de Jardineiro, Pintor Imobiliário, Eletricista Predial, Artesanato com material reciclável e Artesanato em Cerâmica. Serão, ao todo, 17 turmas, divididas em várias unidades da Região Metropolitana do Recife e interior.

Meta da Comissão Nordeste da CNA é acelerar o desenvolvimento econômico


Novo presidente, Pio Guerra, terá como prioridades ações de convivência produtiva no Semiárido

O presidente da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra, assumiu a presidência da Comissão Nordeste da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com a meta de acelerar o desenvolvimento socioeconômico da região.

Ao lado do presidente da CNA, João Martins, e dos demais presidentes das federações de Agricultura do Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Bahia), Pio Guerra pretende ter uma forte atuação junto aos produtores rurais nas demandas do setor agropecuário.

Pio Guerra

Para ampliar o diálogo em torno das questões da agropecuária no âmbito estadual, recentemente, o novo gestor já se reuniu com representantes da Associação Avícola de Pernambuco (Avipe), do Sindicato dos Cultivadores de Cana-de-Açúcar de Pernambuco (Sindicape) e da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP). Nos próximos dias, Pio Guerra provavelmente se encontrará com os representantes do setor de todo o Brasil, no Fórum Mundial da Água.

“Para que a agropecuária tenha um crescimento integrado, é necessário respeitar as singularidades e vocações de cada estado, no que se refere à produção de alimentos e, ao mesmo tempo, agilizar o fluxo de trocas comerciais na região”, afirmou o presidente.

Perfil – Natural do Recife, Pio Guerra é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e produtor rural nos municípios de Pedra e Gravatá. O novo presidente já foi diretor e presidente da CNA e dos conselhos do Senar, do Sebrae nacional e do Sebrae de Pernambuco.

Atualmente, o gestor preside o Fórum Permanente de Convivência Produtiva com as Secas. A iniciativa é um espaço de debates, que reúne instituições empresariais, governo e sociedade na busca por soluções permanentes para tornar viável a convivência produtiva em Pernambuco e no Semiárido brasileiro.

Senar capacita produtor em uso eficiente da água


Iniciativa faz parte do Programa Nacional de Irrigação que será lançado durante o 8º Fórum Mundial da Água.

 Como gerenciar a água na propriedade para reduzir custos e melhorar a eficiência da irrigação é o foco do Programa Nacional de Irrigação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que será lançado durante o 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília.

image (6)

O programa vai capacitar o produtor rural em duas vertentes: Agricultura Irrigada, com seis cursos sobre gestão da água na irrigação através do manejo eficiente dos sistemas de irrigação e Comitê de Bacias, com um curso voltado à atuação representativa dos produtores nos comitês para defender os interesses da agropecuária brasileira.

 “As representações do agro dentro dos comitês de bacias precisam ser fortalecidas. Com a capacitação, o produtor rural poderá atuar de maneira estratégica”, explica Rafael Diego da Costa, gestor do programa no Senar.

O programa terá material didático e capacitação continuada de instrutores das Administrações Regionais que participarem da iniciativa.

 “Vamos mostrar para o produtor como o Senar pode ajudá-lo a economizar durante o período de irrigação, melhorar a eficiência do equipamento dele e fazer o gerenciamento adequado da água na sua propriedade”, afirma Costa.

Todo o programa tem 116 horas/aula e cada módulo pode ser feito separadamente, de acordo com o interesse do produtor.

Serviço:

O que: Senar lança Programa Nacional de Irrigação

Quando: 19 de março de 2018, às 14h30

Onde: Espaço Sistema CNA/SENAR – Expo do 8º Fórum Mundial da Água – Centro de Convenções Ulysses Guimarães – Brasília/DF

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Programa de Estreia – Agro Forte. Brasil Forte


O programa Agro Forte. Brasil Forte, que estreou neste domingo (04), com apresentação de Renata Maron e Celso Miranda, é uma parceria do Sistema CNA e do Grupo Bandeirantes. Nesta primeira edição, você acompanha um pouco desta união.

Senar Pernambuco abre seleção para contratação de profissionais


Inscrições podem ser feitas a partir do dia 12.03.2018.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Pernambuco (Senar-PE), através do Instituto CNA, abriu inscrições para realização de processo seletivo com o objetivo de contratar profissionais para a regional.
O processo seletivo destina-se exclusivamente à seleção de profissionais para a formação de cadastro reserva e preenchimento das vagas relacionadas na tabela abaixo, para trabalhar na Administração Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural/Senar no Estado do Pernambuco.

processo

Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever até às 18 horas do dia 09 de abril de 2018, no endereço eletrônico oficial do órgão: www.senar.org.br. A taxa de inscrição oscila entre R$ 40,00 e R$ 60,00.

Mulheres em destaque na agropecuária


mulher produtora

Com uma atuação expressiva, a mulher consolidou seu espaço no setor agropecuário. Segundo a Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), a porcentagem de mulheres em cargos de decisão nas empresas do agronegócio triplicou entre 2013 e 2017. Nesse período, a presença feminina na gestão subiu de 10% para 31%.

Em Pernambuco, cinco sindicatos de produtores rurais, ligados ao Senar, são liderados por mulheres. Nós estamos falando da diretora de Maria Welkovic, Yolanda de Barros Oró, Tereza Alves, Maria Estelita e Maria das Graças Antonino. Elas são presidentes dos Sindicatos Rurais de Frei Miguelinho, Buíque, Garanhuns, Parnamirim e Ouricuri, respectivamente. Esses municípios integram o potencial produtivo da bacia leiteira, caprinocultura e apicultura do Estado. Juntas, essas mulheres atuam em defesa das causas dos produtores nos diferentes segmentos do setor.

O Dia Internacional da Mulher, celebrado neste 8 de março, teve como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial.

Foto: Internet

Senar investe em programa de gestão e empreendedorismo para o produtor


????????????????????????????????????

Recife sediou, entre os dias 06 e 09, uma capacitação de facilitadores do programa Negócio Certo Rural (NCR), oferecido em todo o país pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). O encontro foi para atualizar profissionais de Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Sergipe e Pará responsáveis pela qualificação de produtores atendidos pelo programa.

 Diagnóstico da propriedade rural, estudo de viabilidade de negócios e planejamento são procedimentos fundamentais para uma boa gestão da propriedade, na avaliação dos facilitadores do Senar e coordenadores do encontro, Thiago Tavares e Edilton Lousada. “A nova roupagem do NCR vem para mudar a postura dos produtores de pequeno e médio porte frente à administração de seu negócio. O foco é organizar a gestão e desenvolver o potencial empreendedor de cada um”, explica Thiago.                              

Segundo o facilitador Edilton Lousada, esses procedimentos permitem que o produtor identifique previamente indicadores de custos, investimentos e rentabilidade, que vão apontar se a produção é viável ou não. “Tudo isso deve ser colocado no papel antes de ser implantado”, alerta.

 O supervisor de Treinamentos do Senar Pernambuco, Adriano Pontes, adianta que mais 24 turmas serão formadas até o fim de 2018. A meta da instituição é capacitar 500 produtores pernambucanos. Implantado em 2010, o programa é uma parceria com o Sebrae.

 Como funciona o NCR – São cinco encontros presenciais em sala de aula, mais duas consultorias – sendo uma em sala e a outra na propriedade. É a partir daí que o participante tem o desafio de desenvolver um Plano de Negócio sobre o que ele pretende investir. Os produtores contam com assistência do Senar até que Plano de Negócio seja desenvolvido da melhor maneira possível. Em seguida, os facilitadores realizam trabalho de avaliação da propriedade para definir se o que foi planejado tem condições de ser executado no local.